Skip to Content

Category Archives: Lançamentos

Ícone do underground de SP, Hangar 110 voltará a atividade

Endereço conhecido de inúmeras bandas de São Paulo, o número 110 da rua Rodolfo Miranda voltará a abrigar a casa de shows Hangar 110. Em texto publicado no Facebook e assinado por seus proprietários, Marco e Cilmara, o estabelecimento explica seu retorno, marcado para o dia 1º de março.

“Além de ser o lugar que sempre amamos, o Hangar é também uma “idéia” e por isso lutamos muito para que essa idéia não se transformasse em um galpão vazio, um estacionamento ou uma igreja”, diz o texto. Neste período, o Hangar 110 atuou apenas como produtora de eventos.

“Estamos cientes das dificuldades que virão, dos desafios de se fazer cultura num país como o nosso, porém não vemos outro futuro senão o de estar a frente novamente, arregaçar as mangas e seguir adiante”, finaliza o post.

Por 19 anos, o Hangar 110 foi uma das principais casas de show do underground de São Paulo e se colocou como um quartel general das cenas punk, hardcore e heavy metal. Ponto de encontro de fãs e bandas no bairro do Bom Retiro, tudo começou com uma história de amor entre os donos, Marcos “Alemão” Baldin e Cilmara Baldin.

A lista de bandas a passar pelo palco construído no braço por Alemão —com Cilmara levando os tijolos na carriola— vai de lendas nacionais como Garotos Podres, Gritando HC, Cólera, Olho Seco e Ratos de Porão a presenças gringas, como Marky e CJ Ramone, Jello Biafra, Stiff Little Fingers. No metal, Cannibal Corpse, Behemoth, Mayhem e muitas outras. Durante o estouro do emo, no meio dos anos 2000, foi palco cativo de CPM 22, NX Zero, Gloria e Fresno.

 

Fonte: Uol

Iron Maiden: Val Andrade Lança Animação De Fates Warning

O talentoso animador brasileiro, Val Andrade, lançou mais uma animação baseada na música do Iron Maiden. Agora, Val fez a animação tendo como pano de fundo a canção Fates Warning, do álbum No Prayer For The Dying (1990).

Val Andrade já animou clássicos do Iron Maiden como Run To The Hills, Tears Of A Clown, Flight Of Icarus, Blood Brothers, entre muitos outros.

 

Fonte: Rockbizz

Judas Priest está compondo novo disco, avisa guitarrista

O décimo nono álbum do Judas Priest deve estar entre nós muito em breve!

Em uma postagem no Twitter, o guitarrista Richie Faulkner anunciou que está “dando à luz novos bebês do metal” ao lado de Glenn Tipton e Rob Halford. O trio está trabalhando no sucessor do aclamado Firepower, de 2018, e sobre isso o lendário Halford avisou (via Consequence of Sound):

Nós começamos com o riff e uma melodia, alguns ganchos, nós vamos construindo, como a maioria das bandas faz. Vai ser muito difícil superar o ‘Firepower’, mas faremos tudo que pudermos para lançar outro grande disco.

“Nós começamos com o riff e uma melodia, alguns ganchos, nós vamos construindo, como a maioria das bandas faz. Vai ser muito difícil superar o ‘Firepower’, mas faremos tudo que pudermos para lançar outro grande disco.”

Chamados de “grande mestre” e “Deus do Metal” na publicação de Faulkner, Tipton e Halford são os membros mais longínquos na banda atualmente além do baixista Ian Hill, que faz parte da formação original. Ainda assim, vale ressaltar que o guitarrista não tem feito turnês com a banda desde 2018, devido ao Mal de Parkinson.

Os fãs certamente ficarão felizes em saber que Tipton está contribuindo com o novo disco do Priest. Sobre o colega, Rob Halford disse que ele está “sempre fazendo uns riffs” e estamos ansiosos para ver o que surgiu neste tempo.

Quem tem substituído Glenn ao vivo é Andy Sneap, famoso produtor da cena que já trabalhou com o Judas Priest nessa função e era guitarrista do Sabbat.

 

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos

 

Crítico ama o novo disco do Pearl Jam: ‘O melhor em 22 anos’

O Pearl Jam anunciou o novo disco Gigaton no dia 13 de janeiro. Desde então, muitas novidades estão sendo divulgadas, como o single “Dance of the Clairvoyants”, lançado na quarta, 22 de janeiro, que propõe um som bem diferente do que a banda estava acostumada.

Gigaton será lançado no dia 27 de março – e também ganha uma turnê, por enquanto, com datas de shows na América do Norte e na Europa. A banda já compartilhou a tracklist completa do disco.

Nesta sexta, 24 de janeiro, Eddie Vedder estava à frente de uma festa de audição do novo álbum do Pearl Jam, e a Variety publicou um faixa a faixa, descrevendo cada uma das 12 canções – com exceção de “Dance of the Clairvoyants”.

“Com certeza o melhor e mais diverso desde Yield, de 1998″, descreve o crítico do site. O artigo pontua que o disco começa com um rock direto “Who Ever Said” e com Eddie Vedder dizendo “Todas as respostas serão encontradas nos erros que cometemos”.

Logo, emenda na “similarmente propulsiva ‘Super Blood Wolf Moon'”, que tem um solo de guitarra “fervoroso” de Mike McCready.

“Quick Escape” tem um groove de baixo gigantesco de Jeff Ament. Segundo o vocalista, “Seven O’Clock” tem vibes psicodelicas ao estilo do Pink Floyd – e Vedder está bem orgulhoso dessa faixa.

Músicas mais estridentes e animadas também estão no disco, além de andamentos complexos do baterista Matt Cameron. O texto aponta que “Buckle Up”, composta por Stone Gossard, é uma das canções mais abstratas do álbum.

As faixas finais são mais lentas e, de acordo com a Variety, lembra singles do Pearl Jam como “Just Breathe” e “Sirens”.

Até Vedder em um órgão dos anos 1850 e Ament na kalimba encontraremos no disco. Com “Dance of the Clairvoyants” é possível imaginar que Gigatoncertamente será um álbum mais experimental e cheio de novidades.

Inclusive, o guitarrista do Pearl Jam, Stone Gossard, revelou em uma entrevista a Zane Lowe: “E [Eddie Vedder] fez um ótimo trabalho ao divulgar as personalidades de todos da banda [neste disco]. Provavelmente foi diferente do que qualquer um de nós faria individualmente, mas realmente reflete, eu acho, o espírito da banda.”

Gigaton será lançado no dia 27 de março e marca o primeiro disco do Pearl Jam desde o Lightning Bolt, lançado em 2013. A pré-venda do álbum e os ingressos para a turnê já estão disponíveis no site oficial da banda.

 

Fonte: Rolling Stone

 

 

Guns N’ Roses quer lançar disco novo, ‘mas não temos ideia do que fazer’, diz Slash

Na última terça, 21 de janeiro, o guitarrista Richard Fortus falou sobre o possível próximo disco do Guns N’ Roses. Agora foi a vez do outro guitarrista, o Slash, dar um panorama sobre o que os fãs podem esperar do sucessor de Chinese Democracy.

Na verdade, esperar é a única certeza e conselho que o músico lendário tem para dar aos que aguardam ansiosamente um novo projeto da banda há mais de uma década. “Coisas estão acontecendo”, garantiu em entervista ao Guitar.com, “mas não temos nenhum detalhe”.

Ele atribui essa demora e essa “falta de conforto”, como descrito por Fortus, à situação do mundo da música: “Mais do que qualquer outra coisa, é por causa da natureza da indústria atualmente”.

O que mais tem paralisado o Guns N’ Roses, segundo Slash, é não saber como exatamente lançar um álbum hoje em dia. “Tem umas pessoas que falar pra gente, ‘Façam um disco do jeito antigo’. E tem outras pessoas que dizem, ‘Nós nem sabemos mais o que é comprar um disco!'”, explicou.

E completou: “É tipo, ‘Como você quer fazer isso?’. Temos material, temos gravações e coisas estão acontecendo, mas não temos ideia do que fazer com isso agora.”

 

Fonte: Rolling Stone

 

 

Netflix lança curta bizarro com David Lynch interrogando macaco; web reage

A Netflix surpreendeu os seus assinantes, hoje, com o lançamento do curta-metragem What Did Jack Do?, obra do lendário diretor e roteirista David Lynch. Bem ao estilo bizarro do cineasta, o curta traz o próprio Lynch interrogando um macaco falante, que pode ou não ter cometido um assassinato.

Com 17 minutos de duração e filmado em preto e branco, o curta estreia em um dia especial: hoje, 20 de janeiro, é o aniversário de 74 anos do diretor, que tem no currículo clássicos como Veludo Azul (1986) e Cidade dos Sonhos (2001), além da série Twin Peaks.

A web prontamente reagiu ao lançamento surpresa da Netflix, é claro. O nome de Lynch, inclusive foi parar nos TTs, a lista de assuntos mais comentados do Twitter.

 

Fonte: Uol

Radiohead lança sua própria biblioteca digital com arquivo da banda

Se você já passou algumas horas navegando na internet para conseguir achar uma música perdida do Radiohead ou até mesmo alguma informação sobre a banda, hoje talvez seja seu dia de sorte. A banda inglesa anunciou a criação da Radiohead Public Library, sua própria biblioteca pública com todo tipo de informação e conteúdo relacionado a banda.

A novidade foi divulgada pelo Twitter da banda, confira o comunicado:

“O radiohead.com sempre foi irritantemente pouco informativo e imprevisível. Agora, de forma previsível, nós tornamos o site incrivelmente informativo. Nós apresentamos a Biblioteca Pública Radiohead.”

Como lembra o TheNextWeb, o Radiohead tem feito mudanças para se “modernizar”. Há aproximadamente um mês, a banda disponibilizou sua discografia completa no YouTube. A biblioteca criada, porém, dará acesso a ainda mais conteúdo.

A biblioteca oferece até mesmo um cartão gratuito para download, com um número, um QR Core e um espaço para o fã da banda colocar uma foto e inserir seu nome. “O cartão da biblioteca existe para você fazer download e guardar, mas não armazenaremos nenhuma informação sua.”

Utilizando o cartão, o usuário terá acesso a um gigantesco acervo de clipes oficiais, vídeos de performances ao vivo e na televisão, músicas, coletâneas, trabalhos inéditos e acesso à loja oficial da banda. Além disso, entre os dias 20 e 24, um membro da banda será, por um dia, curador da biblioteca, criando uma seleção pessoal de arquivos para os visitantes.

Entre os materiais que valem a pena serem vistos está o show da banda em São Paulo, em 2009, além de um raríssimo show de dezembro de 1997, no qual eles tocaram o álbum “OK Computer” na íntegra.

Por muito tempo, o Radiohead foi uma banda um pouco distante da internet, e dificultava aos fãs encontrar seus arquivos. Com a entrada no mundo do streaming e o lançamento de seu último disco, “A Moon Shaped Pool”, a banda vem tentando outras abordagens e se aproximando mais do público e fortalecendo sua presença online.

 

Fonte: B9

 

Marighella ganha data de estreia no Brasil após ter lançamento adiado em 2019

Marighella ganhou uma nova data de estreia no Brasil, dia 14 de maio, segundo o anúncio da produtora O2 filmes e da distribuidora Paris Filmes nesta quinta, 16. O filme é o primeiro com Wagner Moura na direção e foi muito aclamado quando apresentado no Festival de Berlim.

A ideia inicial era o filme ser lançado no dia 20 de novembro de 2019. No entanto, dois meses antes da estreia, em setembro, a produtora cancelou e alegou que “não conseguiram cumprir a tempo trâmites exigidos pela Ancine”.

De acordo com o comunicado: “Os produtores haviam escolhido o mês de novembro, que marca os 50 anos de morte de Carlos Marighella, e o dia 20, da Consciência Negra, para a estreia. No entanto, a O2 Filmes não conseguiu cumprir a tempo todos os trâmites exigidos pela Ancine.”

Marighella segue sendo apresentado com muitos sucesso em vários festivais de cinema no mundo. Nosso objetivo principal sempre foi a estreia no Brasil. Os produtores e a distribuidora Paris Filmes vão seguir trabalhando para que isso aconteça”, diz o texto.

O longa é inspirado na biografia escrita pelo jornalista Mário Magalhães sobre Carlos Marighella e foca nos últimos cinco anos de vida do escritor, político e guerrilheiro, de 1964 até a morte em uma emboscada em 1969.

Seu Jorge é o responsável pelo papel de Marighella. O elenco também conta comBruno Gagliasso, Adriana Esteves, Humberto Carrão, Rafael Lozano e Luiz Carlos Vasconcelos.

 

Fonte: Rolling Stone

EDITORA LANÇA LIVROS INFANTIS INSPIRADOS EM CLÁSSICOS DO ROCK

Uma nova série de livros infantis está adicionando ilustrações a algumas das letras mais famosas do rock.

A série, intitulada “LyricPop”, será lançada neste ano. Suas quatro primeiras edições apresentam letras de Christine McVie (Fleetwood Mac), Dee Snider (Twisted Sister), Mike Love e Brian Wilson (Beach Boys), e do ícone do reggae, Peter Tosh.

“O LyricPop representa duas coisas pelas quais eu sou apaixonado – música e livros para crianças”, disse Johnny Temple, editor da Akashic Books, em um comunicado à imprensa. “Como músico e editor, espero que o LyricPop inspire pais, avós e outras pessoas a lerem (e até cantarem) esses livros em voz alta com as crianças em suas vidas”.

Em sua edição, as letras de McVie para o hit de “Don’t Stop”, do Fleetwood Mac, de 1977, foram combinadas com imagens de um coelho, incentivando seus amigos hibernantes a sair e celebrar a primavera.

O livro de figuras de Snider mostra imagens de crianças teimosas que se recusam a comer, tomar banho ou dormir, todas acompanhadas pelas letras do clássico de 1984 de Twisted Sister, “We’re not gonna take it”.

Enquanto isso, a edição de “Good Vibrations” dos Beach Boys mostra uma garota e seu cachorro curtindo uma aventura divertida na praia. O quarteto de lançamentos é completado pela edição da Tosh, com cenas de comunidades africanas combinadas com as letras de seu clássico de 1977, “African”.

As quatro edições estão disponíveis para pré-venda no site da Akashic Books.

 

Fonte: Ultimate Classic Rock

Chad Smith confirma novo disco do Red Hot Chili Peppers com John Frusciante

Em uma entrevista publicada pela Rolling Stone EUA na última quarta, 7, Chad Smith revelou a notícia que os fãs do Red Hot Chili Peppers estavam esperando desde o dia 15 de dezembro, quando a banda anunciou a volta de John Frusciante: um novo disco está a caminho!

Apesar da revelação animadora, o baterista não deu muitos detalhes, e contou que o grupo não tem pressa de concretizar nada, mas um projeto inédito com certeza faz parte dos planos para o futuro.

“Me deram ordens rigorosas para essa entrevista: ‘Não fale sobre a banda'”, disse o músico, já que o objetivo da conversa era falar sobre a exposição de arte que ele inaugurou. Mas isso não o impediu dar a boa notícia.

Então continuou: “Sim John está de volta na banda, e todo mundo sabe disso. Estamos muito animados. Os festivais são os únicos shows agendados. Por enquanto, vamos nos concentrar principalmente nas novas músicas e em escrever um novo disco.”

 

Fonte: Rolling Stone

 

title_goes_here