Skip to Content

Category Archives: Lançamentos

Ozzy Osbourne e Elton John fazem dueto autorreflexivo sobre fragilidade em nova música;”Ordinary Man”

Na última quinta, 9, Ozzy Osbourne compartilhou mais um single do disco que planeja lançar até o fim de janeiro. A nova canção, “Ordinary Man”, carrega o título do novo álbum, e conta com a participação de ninguém menos que Elton John.

A faixa foge da sonoridade pesada e sombria vista até agora nas músicas já reveladas, e chega como uma balada de piano autorreflexiva sobre se deparar com a fama sem estar preparado, ou como o ex-Black Sabbath canta, “I was unprepared for fame/ Then everybody knew my name“, ou “Eu não estava preparado para a fama/ E então todo mundo sabia meu nome“.

Apesar da diferença sonora, todos os singles parecem manter o mesmo tema de reflexão sobre uma vída de excessos e vícios (com a qual Elton John se identifica), como visto também em “Under the Graveyard”, compartilhada no dia 20 de dezembro.

A novidade chega apenas quatro dia após o Osbourne ter lançado a música “Straight to Hell”, acompanhada por um clipe um tanto quanto anárquico, rebelde e caótico.

 

Fonte: Rolling Stone

Whitesnake irá lançar novo single no Dia dos Namorados norte-americano

O Whitesnake irá lançar no dia 14 de fevereiro uma edição limitada a mil cópias em todo o mundo dos singles “Always & Forever” e “After All” em vinil de 12 polegadas.

“Always & Forever” está presente no mais recente álbum de estúdio da banda, “Flesh & Blood”, lançado em maio pela Frontiers Music Srl. O disco é o sucessor de “Forevermore”, de 2011, e “The Purple Album”, de 2015.

Sobre “Always & Forever”, David Coverdale comentou: “Eu amo ‘Always & Forever’. Essa é uma música bem nova. É parecida com uma música do álbum ‘Forevermore’, eu acho – uma das minhas favoritas, chamada ‘Love Will Set You Free’. E essa música saiu de uma meditação. Eu medito todo dia, é um ótimo momento para receber mensagens canalizadas ou qualquer outra coisa. São acordes muito tradicionais, mas é uma canção de amor genuína. Eu realmente acho que será uma daquelas músicas de amor clássicas, como ‘The Deeper The Love’. Estou muito satisfeito com isso”.

 

Fonte: Rockbizz

Scorpions: novo álbum será lançado em 2020, afirma Matthias Jabs

O guitarrista Matthias Jabs, do Scorpions, falou com o site neozelandês The Metal Bar e confirmou que a banda está preparando novo material, que deve ser lançado no final do ano que vem.

“Nós escrevemos algum material antes de sairmos em turnê neste verão. É sempre difícil inventar coisas nas turnês. Você obtém a inspiração, mas, na verdade, é uma história diferente, quando você viaja todos os dias. Então, temos músicas, cerca de dez, eu acho, mas teremos que escrever mais quando a turnê terminar e, em seguida, nos prepararmos para os ensaios e gravações logo após nossos shows na Nova Zelândia e alguns na Ásia… E então o álbum será lançado no outono de 2020 (nota: na Europa, o outono é entre os meses de setembro e dezembro). E então, é claro, nós iremos para a estrada novamente.”

O último disco de estúdio do Scorpions foi “Return to Forever”, lançado no ano de 2015.

 

Fonte: Whiplash

Alanis Morissette anuncia turnê de 25 anos de “Jagged Little Pill” e lança inédita

Fãs de Alanis Morissette têm muito o que comemorar nesse início de semana.

A cantora canadense anunciou uma turnê para celebrar os 25 anos do seu aclamado disco de estreia, Jagged Little Pill (1995), e os shows terão vários fatos importantes.

Além de tocar o álbum na íntegra, Alanis ainda terá a companhia de Garbage e Liz Phair na turnê de 31 datas que acontecerá entre Junho e Julho de 2020 na América do Norte.

Para celebrar e complementar a novidade, uma música inédita chamada “Reasons I Drink” foi lançada.

 

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos

Van Halen: lançado tênis inspirado na lendária guitarra de Eddie Van Halen

A Van Halen Store disponibilizou o EVH Red Frankenstein High Top Sneakers, que nada mais é do que um par de tênis inspirado na lendária guitarra do genial Eddie Van Halen. Tal qual o instrumento, o pisante tricolor de cano alto vem com traços nas cores preta, vermelha e branca, além de detalhes marcantes, como o número 5150 na parte traseira do calçado e a sigla EVH tanto atrás quanto na sola do tênis.

Caso queira, terá que desembolsar 65 dólares.

 

Fonte: Whiplash

Crítica se derrete por O Irlandês: “Mais uma grande conquista para Scorsese”

A grande aposta da Netflix para o Oscar 2020, O Irlandês estreou hoje, 27 de novembro, na plataforma de streaming e pelo visto atendeu às expectativas dos críticos, que não esperavam nada menos que uma obra de arte de Martin Scorsese.

Baseado livro homônimo do escritor Charles Brandt, o filme conta a história de Frank Sheeran, um célebre veterano de guerra que se envolve com mafiosos e se torna o principal suspeito responsável pelo desaparecimento do ex-presidente da associação sindical, Jimmy Hoffa.

Segundo o The Boston Globe, O Irlandês possui cenas envolvente de tal forma que até o silêncio se torna algo fascinante.

“Os últimos momentos são impiedosos e alguns dos mais devastantes no catálogo do Scorcese. Conforme a idade e a enfermidade quebram as pernas de homens que uma vez já pensaram que eram invencíveis, até mesmo um hulk insensível como Frank Sheeran tem que olhar em volta, ver que está sozinho e tentar se redimir pelos próprios pecados. Ele está esperando negociar com Deus. O silêncio que Scorsese cria pode te perseguir por muito, muito tempo”, disse Ty Burr.

Da mesma forma, a Variety disse: “O Irlandês de Martin Scorsese é um longo nocaute, frio e fascinante – uma multidão majestosa com gelo nas veias. É o filme que, eu acho, muito de nós queremos ver de Scorsese: um resumo monumental, ameaçador, de tirar o fôlego. Não é apenas um drama, mas um cálculo, uma visão do submundo do crime que está repleto de ecos dos filmes anteriores do diretor e que nos leva para um lugar novo e ousado”.

E o The Guardian também não poupou elogios à narrativa do diretor e disse que só Scorsese é capaz de reunir um ‘elenco maravilhoso’ fazer um filme nesse estilo.

“Ninguém além do Scorsese e o elenco maravilhoso dele poderia ter feito um filme desse de forma tão rica e convincente e nos persuadir com as tropas e as imagens vitais dele”, disse o veículo.

Fonte: Rolling Stone

Ghost diz que próximo disco será como o “Black Album” do Metallica

O Ghost parece estar sendo bem ambicioso com relação ao seu próximo disco, sucessor de Prequelle (2018).

Em nova entrevista, o frontman Tobias Forge comparou sua banda com o Metallica, com quem fez uma turnê neste ano. De acordo com Forge, o Ghost está em um momento semelhante ao do grupo de James Hetfield em 1988, após o lançamento de …And Justice for All.

Eu considero [os caras do] Metallica como colegas e amigos agora, mas eles ainda são o Metallica. Somos embaixadores e eles são presidentes. Mas quando eu olho para o Metallica em busca de influência, estou vendo o que eles fizeram em 1988. Estamos no nosso quarto álbum, como eles estavam na ‘Damaged Justice Tour’, então a próxima parada é o ‘Black Album’.

Promissor, hein? Forge ainda disse que pretende fazer um disco “mais responsável”, já que sua prioridade hoje está em sua família. Entenda:

Isso não significa que você deve esperar riffs. São duas coisas diferentes: como o disco vai soar e saber se colocar no lugar certo na hora certa. Quando eu não tinha nada e morava em um pequeno apartamento que custava muito pouco porque o teto tinha uma vazamento, meu sonho era poder viver fazendo música. Quando eu tive filhos, isso se tornou ainda mais importante. Agora a coisa é outra. Sou responsável por mostrar a minha esposa e meus filhos que todos esses anos esperando por mim valeram a pena. E isso vai além do dinheiro, porque no final do dia isso é apenas um tempero. Um dia meus filhos vão crescer e eu tenho que poder mostrar a eles que todo esse tempo tocando rock tinha um propósito real.

 

Tobias Forge prometeu que o novo disco da banda chega apenas em 2021, então teremos que esperar.

 

 

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos

Resenha: Carcereiros – O Filme

Na última segunda-feira (18) de novembro, conferimos a premiere do filme Carcereiros e desfrutamos de uma experiência muito boa. Um filme tipicamente de ação, com ótimos efeitos especiais,  história envolvente e um final inesperado.

 

Adriano (Rodrigo Lombardi) o carcereiro principal de um presídio conquista o respeito de ambas as facções do presídio, porque tem palavra e ética no trabalho. O filme em nada tem a ver com a série, é uma história independente, com um roteiro original, que não tem qualquer ligação com a série da Globo. 

 

O filme se passa em uma noite no presídio, e os conflitos acontecem depois de um terrorista procurado pela Polícia Internacional ser colocado na cadeia para passar a noite apenas. Alguns presos se revoltam e há uma grande invasão que gera todo o problema da obra.

 

Nas atuações, além de Rodrigo Lombardi, destaco o veterano Tony Tornado, que faz um personagem muito carismático, Jackson Antunes, que faz um vilão com maestria, Ivan de Almeida, que é o carcereiro que claramente não tem muito jeito com os presos e Kaysar Dadour, que fez sua estreia no cinema e entregou uma participação muito valiosa para a história. Entre os presos, o destaque vai para o Rainer Cadete, que nos poucos momentos que aparece, chama atenção entre os demais. E destaco a pequena porém muito boa de assistir, participação do também veterano Isaac Bardavid.

 

A direção e os efeitos visuais/ especiais são outra temática que se destacam, além do ótimo roteiro que prende a atenção do espectador o tempo inteiro. Mais uma vez o cinema brasileiro mostra que pode sair da mesmice e realmente fazer filmes segmentados e com muita qualidade, já que matéria-prima, em nada perdemos para os outros lugares do mundo.

 

Carcereiros estreia na quinta-feira (28), nos cinemas de todo Brasil.

 

 

 

Por Victor Vasques

Daniel Craig revela que seu tempo como James Bond chegou ao fim

Daniel Craig colocou um ponto final na sua história como o 007.

O ator, que já completou seu quinto filme da franquia James Bond, afirmou que não será mais o protagonista da saga nos cinemas. A revelação veio em uma entrevista com o apresentador Stephen Colbert.

Sucinto sobre o assunto, Craig disse:

Sim, chegou ao fim.

Vale lembrar que No Time to Die, novo filme que chega no dia 8 de abril de 2020, quase não acontece. Isso porque Daniel Craig disse em 2016 que preferia “cortar os pulsos” a fazer outro longa da franquia. O ator só retornou mediante um cachê de meros 150 milhões de dólares.

Além disso, o filme ainda teve o abandono do diretor Danny Boyle, ferimentos no set, roteiro mudado e mais tretas.

Craig esteve à frente dos longas: Casino Royale (2006), Quantum of Solace (2008), Skyfall (2012) e Spectre (2015).

 

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos

The Who lança seu novo single intitulado “I Don’t Wanna Get Wise”

O The Who lancou nesta sexta, dia 22 de novembro, seu novo single “I Don’t Wanna Get Wise”.

A faixa sucede “All This Music Must Fade”, lançada recentemente. As duas músicas farão parte do próximo álbum de estúdio da banda, “Who”, que será lançado em 6 de dezembro pela Polydor Records.

Também foi revelado que a edição deluxe do novo disco incluirá duas ‘faixas perdidas’ dos anos 60: “Got Nothing to Prove” e “Sand”.

O guitarrista Pete Townshend disse: “Ambas as músicas são do verão de 1966. Elas não teriam sido rejeitadas pelos membros da banda, mas pelo meu então mentor criativo, o gerente do Who, Kit Lambert.

A edição deluxe também incluirá as faixas “This Gun Will Misfire e Danny & His Ponies” – ambas foram gravadas e cantadas por Townshend durante as novas sessões do álbum.

 

Fonte: Scott Munro – Louder

title_goes_here