Skip to Content

Category Archives: Rock pelo mundo

Vendas on-line de músicas de Bill Withers registram aumento de 7.000% após sua morte

Após o anúncio da morte de Bill Withers em 3 de abril (a data de seu falecimento é 30 de março), a procura pelo catálogo do cantor ganharam números estratosféricos, de acordo com relatórios iniciais da Nielsen Music / MRC Data, publicados nesta quarta-feira (08) pela Billboard.No geral, suas músicas registraram 22,1 milhões de streams sob demanda (áudio e vídeo combinados) nos EUA no período de 3 a 5 de abril. Esse volume representa um aumento de 780% em comparação aos 2,5 milhões de 31 de março a 2 de abril.

Coletivamente, as músicas de Withers venderam 83.000 downloads nos EUA no período de 3 a 5 de abril, um ganho de 7.159% em comparação com as 1.000 faixas vendidas por ele entre 31 de março e 2 de abril.

Um dos maiores sucessos do cantor, “Lean On Me”, foi a faixa que mais ouvida nas plataformas de streaming após a sua morte, com 4,1 milhões de plays (729% acima dos 496.000).

O single de 1972 escrito, produzido e interpretado por Bill Withers, foi sua única música a atingir o top 1 na parada Billboard Hot 100, liderando a listagem por três semanas naquele ano.

nulo
CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO
Forever No. 1: Bill Withers ” Lean on Me ”
“Lean On Me” é uma das poucas músicas que alcançou o número 1 de vários artistas. Mais tarde, ele foi revivido pelo Club Nouveau em 1987, que liderou o Hot 100 por duas semanas com a capa da faixa.

A segunda música mais tocada de Withers nos dias após sua morte foi “Lovely Day”, que foi originalmente um hit nº 30 do Hot 100 para Withers em 1978. “Lovely Day” gerou 3,1 milhões de transmissões (um aumento de 628% em relação a 431.000).

Outras músicas reativas de seu catálogo incluem “Ain’t No Sunshine” (2,7 milhões; aumento de 389% em relação a 559.000), “Use Me” (1,5 milhão; aumento de 842% em relação a 156.000) e “Just the Two of Us” (com Grover Washington, Jr., 1,4 milhão; um aumento de 119% em relação aos 657.000).

Coletivamente, as músicas gerais de Withers venderam 83.000 downloads nos EUA (3 a 5 de abril), um ganho de 7.159% em comparação com as 1.000 faixas vendidas por ele entre 31 de março e 2 de abril.

Aqui você tem a interpretação ao vivo de “Lean Me” por Bill Withers com a tradução da letra:

E neste outro player a cover dos californianos do Club Nouveau, que atingiu o topo da parada americana em 1987:

Joey Tempest, do Europe, afirma ter planos de fazer um documentário sobre a banda

Artista expressou vontade em entrevista no ‘Greatest Music Of All Time’.

O vocalista do EuropeJoey Tempest, falou em uma entrevista que um documentário ou filme sobre a banda está em seus planos futuros.

Em conversa com no Greatest Music Of All Time, Tempest disse, “Nos perguntam muito sobre um filme ou documentário. Então, isso é uma coisa que devemos fazer no futuro. Quero dizer, nos primeiros anos de Upplands Väsby e Estocolmo e como o hard rock também começou a acontecer no mundo todo. Então, há muito a ser dito lá… [Ainda temos os] membros originais. Já fizemos seis novos álbuns. Fizemos cinco no primeiro período. Ganhamos um Grammy na Suécia no outro ano; nunca ganhamos nada assim. É incrível.”

Confira, abaixo, a entrevista de Joey Tempest para o Greatest Music Of All Time:

Guns N’ Roses: por que os dois Use Your Illusion foram lançados de uma vez

Muitos fãs de Guns N’ Roses se questionam por que, em 1991, a banda lançou mais de 30 músicas de uma vez com os dois álbuns “Use Your Illusion”. Disponibilizados simultaneamente em 17 de setembro de 1991, ambos os trabalhos foram muito bem-sucedidos, mas há quem concorde que o material poderia ser enxugado para gerar apenas um disco convencional com porte de clássico, como “Appetite For Destruction” (1987), ou até fossem mantidos em duas partes, mas divulgados em datas diferentes.

Em entrevista ao podcast “Appetite For Distortion”, transcrita pelo Ultimate Guitar, o ex-empresário da banda, Doug Goldstein, revelou qual era o plano. Segundo ele, o vocalista Axl Rose queria fazer com que os dois álbuns ocupassem o primeiro e o segundo lugar das paradas de sucesso ao mesmo tempo – especialmente nos Estados Unidos, onde o plano deu certo, assim como em países como Austrália, Inglaterra, Áustria e Nova Zelândia.

O assunto veio à tona após o entrevistador perguntar a Doug Goldstein como ele acha que o Guns N’ Roses deveria lançar seu próximo álbum. “Isso remonta a quando eles tinham mais de 30 músicas do ‘Use Your Illusion’. Na época, eu disse para lançar apenas um álbum de início, fazer a turnê e, no meio das datas marcadas, divulgar o segundo álbum para prolongar a tour e dar um novo fôlego”, disse, inicialmente.

Goldstein, então, foi surpreendido pela ideia de Axl Rose. “Isso não aconteceu porque Axl queria os dois álbuns ocupando as duas primeiras posições das paradas. Hoje, se eu estivesse em posição de autoridade, eu recomendaria que lançassem um EP, fizessem uma turnê e no meio das datas, divulgassem outro EP, formando um álbum. Só que de forma equilibrada: não colocar as melhores músicas no primeiro EP e as que não são muito atrativas no segundo”, afirmou.

O ex-empresário do Guns N’ Roses refletiu, ainda, sobre o fato de álbuns não renderem mais dinheiro às bandas. “Ninguém ganha mais grana com isso, a não ser que seja um artista country. Eles são caras espertos, então, perceberam que não iriam ganhar dinheiro com um disco e estão trazendo pessoas para os shows. Não há razão para lançar um álbum completo, caso o objetivo seja lucrar”, disse.

A entrevista completa está disponível no Soundcloud (em inglês, sem tradução).

Iron Maiden: 15 livros relacionados à banda disponibilizados gratuitamente

O escritor Stjepan Juras, autor de diversos livros inspirados no IRON MAIDEN, decidiu liberar suas obras gratuitamente para download. Confira seu comunicado.

“Como autor de inúmeros livros sobre a banda britânica de heavy metal IRON MAIDEN, e também como fã de longa data, tomei a decisão de publicar todos os meus livros relacionados ao IRON MAIDEN em formato digital e disponibilizar gratuitamente para todos que queiram ler. Aqui você pode baixar arquivos PDF gratuitos de todos os meus livros sem qualquer problema e preencher o conhecimento adicional sobre a banda que, em quase meio século de carreira, mudou muitas fronteiras e conectou pessoas de todo o mundo da melhor forma possível.

Acho que o conhecimento não deve permanecer um direito exclusivo para aqueles que têm condições de adquiri-lo e privá-lo dos outros. O conhecimento pode e deve ser compartilhado, e este é o caminho certo se queremos construir um admirável mundo novo.

Enquanto isso muitos outros autores apoiaram minha ideia e em um futuro próximo você também encontrará os livros deles.

Fãs que desejam comprar meus livros no formato tradicional de capa dura são mais do que bem-vindos, pois a contribuição deles é o único suporte financeiro que recebo por minha dedicação em tempo integral ao meu trabalho como escritor – devido ao rápido ritmo de publicar um novo livro após alguns meses, a escrita se tornou minha única fonte de renda. É muito simples baixar meus livros. Basta clicar no link de download. É totalmente de graça. Obrigado pelo seu apoio! Up the Irons!”

Para fazer o download dos livros, que em breve estarão disponibilizados também em Português, acesse o site do autor.

Fundação do Metallica doa R$ 1,8 milhão para combater coronavírus

Por meio da All Within My Hands Foundation, o grupo doará US$ 350.000 para organizações sem fins lucrativos.

 

 

O Metallica anunciou que doará cerca de R$ 1,8 milhão para organizações sem fins lucrativos para ajudar no combate ao coronavírus.Por meio da fundação All Within My Hands, o grupo norte-americano irá destinar o valor para ajudar principalmente pessoas de baixa renda durante a pandemia.

A divisão do dinheiro ficou da seguinte forma: a organização Feeding America receberá US$ 100.000 (cerca de R$ 527 mil); a Crew Nation, da Live Nation, ficará com US$ 100.000; a Direct Relief também receberá US$ 100.000; e a USBG National Charity Foundation terá US$ 50.000.

A banda continuará arrecadando dinheiro por meio de shows ao vivo transmitidos todas as segundas-feiras. Até agora, os fãs do Metallica doaram R$ 75 mil.

 

WEEZER LANÇA JOGO ONLINE PARA ALIVIAR TÉDIO DA QUARENTENA

Já na expectativa do lançamento do novo álbum, o Weezer divulgou o jogo online “The End of The Game”. O projeto leva o título da primeira e única faixa divulgada. O disco sai em 15 de maio.

Criado por Jason Oda, o jogo em 8-bit é uma homenagem a todos os níveis impossíveis de videogames clássicos dos anos 80 e 90, como Street Fighter II e Tartarugas Ninjas. Aqui, a banda enfrenta um alien gigante, o chefão no final do jogo.

A jogabilidade é simples: escolhe-se um dos membros da banda e comandos do teclado ou mouse para correr e atacar. Quem assina este texto fez algumas tentativas e achou bem difícil lidar com os ataques do chefão.

Com um cenário repleto de referências à discografia e filmografia do Weezer, “The End of The Game” pode ser um divertido e frustrante passatempo para a atual quarentena que enfrentamos. Para jogar, é só acessar o site.

O último lançamento de estúdio do Weezer foi The Black Album, em março de 2019. A banda ainda participou da trilha sonora de Frozen 2, e esteve no Brasil em setembro para o Rock in Rio e uma apresentação em São Paulo.

Metallica: shows clássicos da banda serão transmitidos semanalmente no YouTube

Show na Irlanda, que acontece em junho de 2019, já está disponível.

 

Programação para amantes do rock é o que não falta nessa quarentena. O Metallica, depois de adiar os shows na América do Sul, anunciou a série Metallica Mondays, em que irá transmitir shows clássicos da banda toda segunda-feira, no YouTube.

“Precisa de um tempo do Netflix antes que você maratone todo o catálogo? Apresentamos nossa nova série de concertos #MetallicaMondays”, publicou a banda. Quem diria que lendas do rock também sabem ler mentes, né?

O Metallica retorna aos palcos no dia 18 de setembro, como headliner do festival Louisville’s Louder Than Life, na cidade de Louisville, nos EUA.

Confira, abaixo, o primeiro show do #MetallicaMondays, em Slane Castle, na Irlanda, filmado no dia 8 de junho do ano passado:

.

Filha de Ozzy Osbourne faz campanha para seu pai superar a quarentena

Aos 71 anos e frágil, Ozzy faz parte do grupo de risco do coronavírus.

Aos 71 anos de idade e com a saúde frágil, Ozzy Osbourne faz parte do grupo de risco para o coronavírus.

O lendário astro do Rock divulgou seu diagnóstico do Mal de Parkinson recentemente e disse que “engana a morte” há algum tempo. Por isso, sua filha Kelly Osbourne começou uma “campanha” no Instagram para reduzir o risco da nova COVID-19 tanto para o pai quanto para a população em geral: #FiqueEmCasaPeloOzzy.

Em uma postagem emotiva, ela disse que teria “abraçado um pouco mais” os progenitores se soubesse da possibilidade de uma pandemia, já que sua mãe Sharon também se vê em risco e ambos foram para o Panamá recentemente. A própria Kelly falou que os pais estão em casa agora, mas pelo visto a família não mora junta.

Ela escreveu:

Eu queria que tivesse algo que eu pudesse falar para confortar vocês todos. Alguma sabedoria que eu pudesse dar a vocês para aliviá-los do medo que nos envolve agora. A verdade é que eu também estou com medo. Ambos os meus pais estão em alto risco, especialmente o meu pai. Se eu soubesse 3 semanas atrás quando os mandei para o Panamá que seria a última vez que pude abraçá-los e beijá-los por um tempo… Eu teria abraçado um pouco mais. De toda forma, esses são sacrifícios que precisamos fazer. Eu fico em casa pela mamãe e papai. Se você não tem ninguém para ficar em casa por, eu te imploro #FiqueEmCasaPeloOzzy.

Veja a postagem original logo a seguir.

Imitações de Ozzy Osbourne

Kelly Osbourne ainda sugeriu uma “brincadeira” para ajudar o pai a sorrir. Provavelmente entediado com a quarentena, Ozzy agora deve estar vendo diversos fãs fazendo suas melhores imitações de si e seguindo a proposta da filha:

Ajude meu pai a colocar um sorriso na cara enquanto ele está em quarentena postando uma foto da sua melhor imitação do Ozzy e a #FiqueEmCasaPeloOzzy. Amo todos vocês.

Veja algumas das melhores postagens a seguir!

Billie Joe Armstrong lança outra cover em projeto de quarentena

Ouça versão de “You Can’t Put Your Arms Around A Memory”, de Johnny Thunders.

Billie Joe Armstrong, vocalista do Green Day, está determinado a produzir conteúdo durante a quarentena do Coronavírus.

Na segunda-feira passada ele iniciou um projeto de covers e hoje segue firme e forte no objetivo com mais uma versão.

Trata-se de “You Can’t Put Your Arms Around A Memory”, de Johnny Thunders, gravada todinha pelo vocalista e guitarrista do Green Day.

Segundo ele, a ideia do projeto “No Fun Mondays” (“Segundas sem graça”) é lançar uma cover até que “possamos voltar ao mundo exterior”.

Clipe da Nova Cover de Billie Joe

No clipe é possível ver imagens de outro projeto que BJ liderou no passado recente, sua banda paralela The Longshot.

Liam Gallagher quer retorno do Oasis para ajudar sistema de saúde do Reino Unido

Depois que Oasis acabou em 2009, nunca teve nenhuma previsão de algum retorno da banda aos palcos. Porém o vocalista Liam Gallagher sempre deu indícios, seja em músicas ou redes sociais, de que deseja voltar com o grupo. Agora, o músico usou o Twitter para pedir ao irmão, Noel, o retorno do Oasis para ajudar sistema de saúde do Reino Unido, por conta do novo coronavírus.

Na publicação, Liam falou que todo o dinheiro que fosse arrecadado iria para ajudar na luta contra o covid-19, depois do fim do período de isolamento.

Liam Gallagher escreveu: “Certo, estou de saco cheio de pedir, implorar, etc, acabou a paz. Eu exijo uma reunião do Oasis depois que tudo isso acabar com o dinheiro indo para o sistema de saúde do Reino Unido. Vamos lá”.

No entanto, Noel Gallagher, que em várias oportunidades deixou claro não querer voltar com o Oasis, deu nenhuma resposta ao irmão.

Veja a postagem de Liam Gallagher abaixo.

Liam Gallagher

@liamgallagher

Rite sick of pleading begging etc no more olive branches I DEMAND an oasis reunion after this is all over all money going to NHS c’mon you know As we were LG x

29,1 mil pessoas estão falando sobre isso

title_goes_here