Skip to Content

Category Archives: Rock pelo mundo

O Foo Fighters deu uma trollada em Noel Gallagher no Rock In Rio

Nas últimas semanas Oasis e Foo Fighters entraram em uma treta esquisita e a gente te contou por aqui o porquê.

Tudo começou quando a banda liderada por Dave Grohl tocou na Inglaterra e disse que faria um abaixo-assinado pedindo pela volta da banda dos irmãos Gallagher.

A resposta veio dias depois quando Noel Gallagher disse, em um dos seus shows, que estava iniciando uma petição para que o Foo Fighters encerrasse a carreira, inclusive brincando que ela já estaria disponível na barraca de merch.

Pois bem, ontem (28) no seu show do Rock In Rio, o Foo Fighters esbanjou uma série de hits e quem prestou atenção na bateria de Taylor Hawkins viu que a pele do bumbo tinha uma foto um tanto quanto estranha de Noel.

Trata-se de uma montagem do ex-guitarrista, compositor e ocasionalmente vocalista do Oasis com batatas, já que Liam Gallagher, seu irmão, costuma chamá-lo nada carinhosamente de “potato”.

Sendo assim, parece que o Foo Fighters mandou ver em uma tréplica e estamos aguardando ansiosamente pela resposta de Noel. Será que ela vem?

 

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos

Rock in Rio: Dave Grohl diz sentir saudade de tocar música do Nirvana

Encerrando a segunda noite de Rock in Rio, o Foo Fighters voltou ao palco do festival depois de uma longa espera de 18 anos. Conversando com o público o tempo inteiro e inclusive convidando fãs para estarem ao seu lado, Dave Grohl não perdeu o fôlego mesmo com a longa setlist das mais de duas horas de show. “Eu me lembro da primeira vez que vim para cá.

Faz muito tempo”, declarou. “Eu tinha 23 anos. Toquei em um festival chamado Hollywood Rock. Esse foi um grande, a primeira vez que o Nirvana tocou para mais de 100 mil pessoas”, relembrou. Perto do final da apresentação, o líder do Foo Fighters compartilhou uma revelação com o público. “Hoje vou dedicar uma música ao Weezer. O ex-baterista do grupo de Seattle abriu o coração para o público. “Vou ser honesto. Chorei um pouco. Eu sinto saudade de tocar aquela música e fico feliz de ver ele tocando ela. Então essa vai para eles. Se chama Big Me”.

 

Fonte: Uol

 

O dia em que Freddie Mercury foi chamado de “bicha” e quebrou todo camarim no Rock in Rio

O jornalista Leo Dias entrevistou o apresentador Amin Khader sobre a época em que o contratado da Record TV trabalhava como produtor de eventos. O apresentador do Balanço Geral Rio chegou a trabalhar em 3 edições do Rock in Rio e dividiu com o jornalista algumas das experiências que teve com astros internacionais. Entre os resgates mais negativos, Amin Khader cita o barraco que Freddie Mercury deu nos bastidores do evento após ter sido chamado de bicha por alguns contratados do festival.

Me lembro dele chegando de helicóptero. Ele perguntou quem estava nos corredores dos camarins, porque queria aquele espaço todo livre. Pediu cinco minutos para deixar todo o corredor livre. Fiquei maluco. Neste dia eu tinha Erasmo Carlos, Elba Ramalho, Alceu Valença, Ney Matogrosso e o Queen. Cheguei no corredor e fui pedindo para ninguém ficar lá. Um pedido inusitado dele, né? Todos entraram nos camarins e exigiram uma garrafa de whisky. Sem permissão da família Medina eu falei que dava, só para eles entrarem. Aí passou o Freddie Mercury com aquela pose de superstar. Quando ele passou os artistas brasileiros e banda começaram a gritar “bicha, bicha, bicha!”. O Freddie perguntou o que estavam falando dele e eu disse que era um elogio. Não adiantou, ele sacou que era algo errado, entrou no camarim e quebrou tudo. Jogou tudo pro alto. Ficou indignado. E eu tive que deixar tudo arrumado de novo pra ele. Fiquei desesperado e achei que tinha perdido meu emprego, mas a família Medina mandou repor tudo e ficou tudo bem. Nunca mais esqueci disso“.

Outro astro que deu uma canseira em Amin foi Prince que por causa do penteado inusitado pedia para não ser visto por ninguém.

O Prince deu uma ordem bem clara. Toda vez que ele passasse pelos bastidores todos deveriam virar de costas para não o ver. Sabe por que? Ele chegou de bobs no cabelo, correndo. E não queria ser visto. Ele me pediu 200 toalhas em pleno domingo à noite. Tive que ir de motel em motel na Barra da Tijuca pedindo as toalhas todas emprestadas. E ele jogava as toalhas para plateia, os bateristas queriam levar as toalhas embora, e eu tive que tomar de volta pra devolver pros motéis. Fiquei enlouquecido“.

Entre as experiências que lhe surpreenderam, Amin menciona os bastidores dos shows de Axl Rose e Ozzy Osbourne.

“Teve o Axl Rose. Ele me pediu vinte pratos de fettuccine, para ele e banda. Só que a banda dele foi embora sem comer. Pensei: e agora? Entrei no camarim do Axl, ele estava lá só de sunga branca colada, tinha acabado de sair do banho, meu Deus! E aí eu expliquei a ele que tinham 20 pratos de comida e que a banda dele tinha ido embora. Ele mandou chamar toda a equipe que estava trabalhando lá, faxineiras, seguranças, tudo, e mandou a gente se sentar e comer com ele. Preparei uma mesa enorme, farta, e comemos tudo com ele, brindando, por volta das 3h da madrugada. Também me surpreendi com Ozzy Osbourne. Todo mundo dizia que ele comia morcego, fiquei apavorado. Que nada! Ele é careta”.

 

Fonte: Observatório De Música

James Hetfield volta para a reabilitação e Metallica cancela shows

O Metallica anunciou, há poucos minutos, que cancelou shows que faria na Austrália e Nova Zelândia.

A banda informou que o motivo é uma recaída de James Hetfield, vocalista e guitarrista da banda, que entrou novamente em um programa de recuperação já que está “lutando com seu vício”.

No texto, o grupo de Heavy Metal diz que a ideia é remarcar os shows, mas que ainda não há previsão de datas.

Você pode ler a mensagem toda em Português logo abaixo.

Declaração do Metallica

Uma nota de Lars, Kirk e Rob

Sentimos muito ao informar nossos fãs e amigos que teremos que adiar a nossa turnê pela Austrália e Nova Zelândia.

Como a maioria de vocês sabe, nosso irmão James tem lutado com o vício volta e meia há muitos anos. Infelizmente ele teve que voltar a um programa de tratamento para trabalhar em sua recuperação novamente.

Nós temos toda a intenção de irmos até a sua parte do mundo assim que a saúde e a agenda permitirem. Informaremos assim que pudermos.

Novamente, estamos devastados pela inconveniência que criamos para tantos vocês, especialmente nossos fãs mais leais que em muitas vezes viajam por grandes distâncias para ver nossos shows. Apreciamos a sua compreensão e o apoio a James e, como sempre, agradecemos por serem parte da família do Metallica.

Recaída de James Hetfield

Vale lembrar que, como a própria banda falou, James Hetfield tem lutado contra o vício há vários anos.

De forma mais notória, em 2001 durante as gravações do disco St. Anger, o guitarrista e vocalista entrou em uma clínica de reabilitação para resolver seus problemas com o consumo excessivo de álcool.

Ele voltou para o grupo após passar sete meses na rehab e isso é falado no documentário Some Kind of Monster.

Desejamos uma rápida recuperação a James!

Shows no Brasil

Vale lembrar que a banda já tem vários shows marcados no Brasil em 2020 com a companhia de Greta Van Fleet e Ego Kill Talent.

 

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos

Guitarrista-mirim do filme Escola do Rock é preso por roubo de guitarras

Joey Gaydos Jr., ator conhecido por interpretar o jovem guitarrista Zack Mooneyham no filme Escola do Rock, de Jack Black, está atualmente enfrentando acusações criminais por roubar guitarras na Flórida.

De acordo com o site TMZ, a estrela-mirim foi capturado pela polícia da Flórida quatro vezes nos últimos cinco meses depois de ter roubado as guitarras e um amplificador, segundo as primeiras investigações. Ele está enfrentando acusações de roubo e furto. Abaixo, as imagens das “mug shots” de Gaydos obtidas pelo TMZ.

Em 2003, Gaydos esteve ao lado de Black no filme Escola do Rock, dirigido por Richard Linklater. Ele interpretava um jovem guitarrista bastante tímido, instigado pelo professor a se transformar em uma estrela do rock.

De acordo com as autoridades, o ator entrava nas lojas de instrumentos musicais e pedia para testar as guitarras. Ele, então, saía da loja sem pagar pelo instrumento e o vendia em uma loja de penhores. O TMZ informa que o dinheiro era usado para a compra de drogas.

Entre os instrumentos roubados estão uma Epiphone Les Paul Prophecy azul (avaliada em US$800), uma Fender Stratocaster preta (US$699) e uma  Gibson Les Paul dourada (US$1,900).

 

Fonte: Rolling Stone

Brasileiro transforma Nirvana em forró, vira meme e encanta Jack Black, do Tenacious D

O Tenacious D é uma das atrações do Rock in Rio 2019, e o frontman Jack Black já sabe muito bem o que quer fazer em sua visita ao Brasil: conhecer Júnior Bass Groovador, um baixista potiguar de 35 anos.

No Instagram, Black postou um vídeo de Júnior tocando a faixa do baixo de “Smells Like Teen Spirit,” do Nirvana. Mas o brasileiro deu seu toque pessoal à música, e a transformou em um forró bem dançante.

Os vídeos de Júnior viralizaram, e chegaram até o músico norte-americano. “Tenacious D está chegando ao Rio em 28 de setembro,” escreveu Black como legenda do vídeo. “Alguém, por favor, pode me colocar em contato com Júnior Bass Groovador?” questionou, levantando suspeitas de uma parceria no palco.

Quem gostou foi Júnior, que se considera um humorista, assim como Black. “Estou super preparado para mostrar que o Rio Grande do Norte tem um baixista groovado energético,” comentou o brasileiro ao G1. “Eu faço esse humor musical, ele faz seu humor internacional. Acredito que estejamos entrosados para fazer esse duelo de humor musical.”

O Tenacious D tocará no Rock in Rio 2019 no dia 28 de setembro, no Palco Sunset. Outras atrações do dia são as bandas Foo Fighters,Weezer e Whitesnake

 

Fonte: Rolling Stone

MTV Unplugged do Nirvana será relançado em vinil em comemoração aos 25 anos do disco

O disco MTV Unplugged In New York, gravado pelo Nirvana em 1993 no Sony Music Studios, será relançado em vinil para o aniversário de 25 anos do primeiro álbum ao vivo da banda, em 1º de novembro.

O disco contará com cinco ensaios inéditos das músicas “Come As You Are”, “Polly”, “Plateau”, “Pennyroyal Tea”e “The Man Who Sold the World”.

A participação da banda na série da MTV foi dirigida por Beth McCarthy e, seguindo a proposta do programa, apresentou músicas menos conhecidas da banda, como “About a Girl” e “Dumb”, e diversos covers dos artistas: David Bowie, Leadbelly, Meat Puppets e The Vaselines.

Antes de gravar a sessão acústica, Kurt Cobain estava preocupado da banda não conseguir tocar uma versão mais sutil das músicas, segundo a Pitchfork. Ele cogitou até mesmo deixar Dave Grohl de fora da gravação, com receio que a bateria cobrisse os outros instrumentos.

Mesmo depois da apresentação, Cobain achava que o público não tinha gostado do show, pelo fato de ficarem quietos o tempo inteiro. A verdade é que a plateia se encantou com a sonoridade da banda grunge e o jeito sincero deles sofrerem.

Lançado em outubro de 1994, seis meses depois do suicídio do cantor, o MTV Unplugged In New York vendeu mais de 5 milhões de cópias, apenas nos Estados Unidos, ficou em primeiro lugar nas paradas de sete países e concorreu ao Grammy como Melhor Álbum de Música Alternativa.

Fonte: Rolling Stone

Pesquisa revela que Metallica é a maior banda em turnê de todos os tempos

A popularidade e o sucesso do Metallica são indiscutíveis e nós já sabíamos disso, certo? Mas agora números comprovam que James Hetfield e companhia são a maior banda em turnê do mundo e não apenas do rock e do heavy metal, mas sim de todos os gêneros musicais.

Segundo uma publicação da Pollstar, o grupo já vendeu 22.1 milhões de ingressos, acumulando $1.4 bilhões. Esse número ultrapassa outros artistas do rock e do metal como AC/DC e Ozzy Osbourne, que já venderam 14.3 milhões e 10 milhões de ingressos, respectivamente. Sim, eles também ultrapassaram os $800 milhões do Guns N’ Roses.

A publicação ainda lembra que o U2 vendeu mais ingressos que o Metallica, porém os irlandeses se formaram em 1976, enquanto os thrashers começaram em 1981. Mesmo tendo criado a banda depois, eles conseguiram vender mais ingressos nesses últimos cincos anos que grandes artistas em turnê como o próprio U2, os Rolling Stones e os cantores pop Taylor Swift e Ed Sheeran.

O relatório da Pollstar reforça que o Metallica nunca saiu em turnê de despedida ou qualquer apresentação nostálgica que incentivaria os fãs a irem aos shows. O grande sucesso do grupo foi a turnê WorldWired que divulga o disco Hardwired… To Self-Destruct, lançado em 2016.

 

Fonte: WikiMetal

Dave Mustaine está muito perto de terminar tratamento do câncer

Hoje é dia dos fãs do Megadeth abrirem um sorriso no rosto, já que o frontman Dave Mustaine deu notícias bem positivas sobre seu estado de saúde.

Diagnosticado com um câncer de garganta em Junho, que obrigou a banda a cancelar todos seus shows, inclusive sua participação no Rock in Rio deste ano, o vocalista e guitarrista veio a público dizer que está “quase terminando a última rodada de tratamento” e que seus médicos estão “bem positivos quanto ao seu progresso”.

A notícia vem em boa hora, já que o Megadeth já tem turnê marcada para 2020 (ao lado do Five Finger Death Punch) e está trabalhando em novas músicas para o sucessor de Dystopia (2016).

Enquanto isso, a banda se prepara para a primeira edição do Megacruise. O cruzeiro dos metaleiros partirá de Los Angeles no dia 13 de Outubro e, além do Megadeth, terá grandes nomes da cena como Lamb of God, Anthrax e Testament. A programação está mantida e, em seu comunicado oficial, Dave reafirmou a empolgação com esse show.

Em um mundo com tanta gente do rock’n’roll nos deixando precocemente, é reconfortante saber que Mustaine deve ficar por aqui mais um tempinho.

Uma mensagem de Dave Mustaine

Eu gostaria de tirar um momento para atualizá-los em relação ao meu estado de saúde. Eu estou quase terminando a última rodada de tratamento e meus médicos estão bem positivos quanto ao meu progresso. Eu quero agradecer todos vocês pelo apoio e boas intenções nesses últimos meses. Eu não posso expressar gratidão suficiente já que tudo isso tornou esse caminho difícil bem mais fácil ao saber que vocês estão do meu lado nessa luta!

Nas próximas semanas minha condição será avaliada, e eu vou dando notícias sobre o meu progresso enquanto nos aproximamos da data de partida do primeiro Megacruise! Nós não podemos esperar para vê-los, e sei que todos os outros artistas maravilhosos se sentem assim também. Vamos fazer esse evento entrar para a história. Menos de 30 dias até estarmos Rockeirando pelo Pacífico!

Vejo vocês muito em breve,

Dave.

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos

Tony Mills: vítima de câncer, ex-vocalista do TNT e Shy morre aos 57 anos

O vocalista Tony Mills, que integrou a banda norueguesa de hard rock TNT entre os anos de 2006 e 2013, morreu aos 57 anos. Ele faleceu em decorrência de um câncer no pâncreas que foi diagnosticado há cerca de 6 meses e que não poderia ser removido.

A informação foi confirmada pela esposa do cantor, Linda, em uma publicação nas redes sociais. “Ele foi diagnosticado com câncer pancreático terminal em abril deste ano e viveu a vida ao máximo até suspirar pela última vez em meus braços. Ele queria viver, mas não tinha medo da morte”, afirmou.

Linda Mills destacou o trabalho do marido tanto no TNT quanto no Shy, além de seus trabalhos solo. “Ele deixa um legado que seguirá por muitas vidas”, disse.

Tony Mills anunciou, também em abril, o seu diagnóstico de câncer nas redes sociais. “Câncer. Não apenas meu signo, como, também, meu destino. Recentemente diagnosticado, porém, tarde demais. Tenho sofrido desde o fim do ano passado, logo após um acidente de carro antes do Natal, que interrompeu meu sistema digestivo e me deixou com dores […] Vários exames não encontraram nada até que fui a uma clínica particular em Oslo […] Um tumor muito antigo e grande demais para ser removido crescia dentro de mim há mais de um ano e foi a causa dos meus problemas. O acidente de carro acelerou o crescimento e/ou efeitos, caso contrário, eu nem estaria sabendo dele”, explicou o cantor.

O vocalista havia revelado que seu novo álbum, “Beyond The Law”, seria “obviamente” o seu último “composto enquanto artista”. “O momento não foi nada menos que um alívio. Fico feliz que o tenha concluído a tempo. […] O disco está um pouco atrasado, tenho até junho para colaborar que diferentes locais o lancem simultaneamente e trabalhem para que o álbum tenha algum sucesso”, disse.

Mills se tornou notável, inicialmente, por ter integrado a banda de AOR britânica Shy na década de 1980. Depois, trabalhou com o TNT no período citado anteriormente, gravando os seguintes álbuns: “The New Territory” (2007), “Atlantis” (2008) e “A Farewell To Arms” (2010). De forma paralela, trabalha em carreira solo desde 2002.

 

Fonte: Whiplash

 

title_goes_here