Adam Silver: “NBA não tem planos de parar temporada”

Já não há como negar: a COVID-19, em síntese, transformou a liga em completo caos nos últimos tempos

Adam Silver: “NBA não tem planos de parar temporada”

Por: Jumper Brasil

Alguns jogos voltaram a ser adiados, equipes atuam com até dez desfalques e, além disso, a contratação de substitutos foi liberada. Afinal, quase 25% dos atletas ativos estão afastados pelo protocolo de saúde. O panorama é bagunçado, mas o comissário Adam Silver avisou que a NBA não pretende parar a temporada. 

“Não temos planos de parar a temporada, primeiramente. Analisamos todas as opções e, sinceramente, não queremos paralisação porque não vemos lógica nisso. Estamos vendo a forma como esse vírus vem sendo transmitido ao redor do planeta e, por fim, observo que não há solução ideal. Tornou-se óbvio que teremos que aprender a viver com isso”, afirmou o executivo-mor da liga, em entrevista à ESPN nessa terça-feira. 

A quantidade de jogadores afastados aumenta sem parar, mas, acima disso, a qualidade dos infectados chama a atenção. Astros como Kevin Durant, James Harden e Giannis Antetokounmpo, por exemplo, estão em isolamento por conta do coronavírus. Silver, ainda assim, descarta completamente parar a temporada da NBA. Sua intenção soa ser acelerar a vacinação para proteger os atletas para o contágio, não contra o mesmo. 

“Os nossos números apontam que poucos jogadores que já tomaram a dose de reforço apresentam quadros significativos de COVID. Temos 97% de nossos atletas vacinados, mas apenas 65% deles já receberam essa terceira dose. Então, os nossos esforços no momento estão sendo voltados no sentido de aumentar os ‘triplamente imunizados’”, revelou o dirigente, interessado em criar formas para manter jogos rolando. 

Competição comprometida 
Segundo Adrian Wojnarowski, da ESPN, reunião entre os donos de equipes nos últimos dias decidiu que a liga fará de tudo para não ser paralisada. Sabe-se que não se cogita parar no momento porque, no final das contas, o impacto financeiro seria considerável. Em particular, com a proximidade rodada de Natal. Silver contou que os times estão prontos para assumirem os “reflexos competitivos” de jogar a qualquer custo.  

“Temos que reconhecer que, afinal, existe um certo grau de injustiça com times jogando múltiplas partidas com vários substitutos. A competição, como resultado, fica um pouco comprometida em determinado instante. Mas todos sabem que é uma longa temporada, com longos playoffs, então todo o impacto presente tende a se dissolver e equilibrar-se lá no final”, apontou o comissário, minimizando a questão. 

Silver confirmou ainda que uma das soluções analisadas para reduzir esse impacto seria voltar jogadores vacinados infectados mais cedo para os jogos. Aceitar o risco, ou seja, de aumentar (ainda mais) o contágio coletivo. “Estamos estudando, realmente, diminuir a quantidade de dias que vacinados assintomáticos ficam fora. Mas vale dizer que trata-se de uma discussão em parceria com a Associação dos Jogadores”, explicou. 

E a rodada de Natal? 
Paralisar a temporada da nesse momento seria especialmente danoso, pois eliminaria a “galinha dos ovos de ouro” da NBA. A rodada de Natal, principal data do calendário e o dia em que a liga reina absoluta na televisão norte-americana, não aconteceria. E esse é um sacrifício, em especial, que não está aberto a discussão. Todos sabem, porém, que os jogos no feriado poderão sofrer impactos em relação ao cronograma inicial. 

De acordo com Shams Charania, do site The Athletic, um memorando foi enviado para os dez times envolvidos na rodada alertando sobre possíveis mudanças. As equipes, em suma, precisam estar prontas para adiamentos de partidas e alterações nos horários de suas partidas. A intenção, por fim, seria garantir (no mínimo) a realização dos três jogos marcados para o fim de tarde e início de noite de 25 de dezembro.  
 

Adam Silver: “NBA não tem planos de parar temporada” (lance.com.br)