Skip to Content

Category Archives: Rock pelo mundo

Metallica encerra mistério ao anunciar 10 shows históricos

Em 2020 o Metallica irá celebrar sua carreira com seus fãs em shows de festivais especialíssimos.

A banda que havia iniciado uma contagem regressiva misteriosa acabou com o segredo ao revelar que fará 10 shows em 5 festivais em Maio, Setembro e Outubro do ano que vem.

Sendo assim, cada evento contará com duas apresentações da banda como headliner e o Metallica promete que cada uma das noites será diferente e inesquecível.

Shows em 2020

Ao falar a respeito do assunto, a banda publicou:

Pela primeira vez na história, o Metallica será headliner de todos os cinco festivais de Rock nos EUA produzidos pela Danny Wimmer Presentes. Duas noites diferentes e dois sets diferentes para um total de dez performances maravilhosas como headliners pela maior banda do mundo. Com grandes nomes adicionais a serem anunciados, escolha seu festival favorito ou escolha todos! Essas serão as suas únicas chances de ver o Metallica em um festival da América do Norte no ano que vem!

Os festivais em questão são Epicenter (Charlotte, 1-3 de Maio), Welcome To Rockville (Daytona Beach, 8-10 de Maio), Sonic Temple (Columbus, 15-17 de Maio), Louder Than Life (Louisville, 18-20 de Setembro) e Aftershock (Sacramento, 9-11 de Outubro).

Metallica no Brasil

Vale lembrar que a banda tem shows marcados no Brasil para 2020 ao lado de Greta Van Fleet e Ego Kill Talent.

James Hetfield

Também é importante recordar que shows da banda foram recentemente cancelados para que James Hetfield, vocalista e guitarrista, pudesse voltar a uma clínica de reabilitação.

 

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos

Ozzy Osbourne diz que ‘não está morrendo’ e está se recuperando, mas adia turnê novamente

Ozzy Osbourne adiou nesta quarta-feira sua turnê solo na Europa pela segunda vez, mas insistiu que não está morrendo ou se aposentando, apesar de um ano repleto de problemas de saúde.

“Não estou morrendo. Estou me recuperando. Só está demorando um pouco mais do que todos pensavam”, disse o ex-líder do Black Sabbath, de 70 anos, em vídeo publicado nas suas redes sociais.

Ozzy tem entrado e saído de hospitais há quase um ano por conta de uma queda que exigiu cirurgias na coluna e no pescoço, assim como por pneumonia, complicações decorrentes de uma gripe e infecções em sua mão. As emergências e outros problemas geraram especulações em tabloides de que ele está perto da morte.

O músico disse estar “entediado” por estar na cama o dia inteiro, mas acrescentou: “Vocês terão que ser um pouco mais pacientes”.

“Estou adiando a turnê europeia porque não estou pronto. Não estou me aposentando –ainda tenho shows a fazer– mas quando voltar a uma turnê americana, quero estar 100% pronto”, disse.

A turnê solo “No More Tours 2” já foi adiada uma vez. A parte europeia da turnê foi remarcada para início em janeiro de 2020. As datas na América do Norte, com início em maio de 2020, seguirão como planejado, afirmaram organizadores nesta quarta-feira.

Fonte: G1

Courtney Love se reúne com Hole 17 anos depois: “É bom estarmos juntos”

Courtney Love se reuniu com a formação original de Hole, 17 anos depois do fim da banda de rock, em 2002. De acordo com o NME, Love e os ex-companheiros Patty Schemel, Melissa Auf Der Maur e Eric Erlandson estão “definitivamente falando” sobre o retorno. “Não há nada de errado em honrar seu passado”, disse, ao The Guardian.

Na última segunda-feira (7) de outubro, Courtney chegou a publicar uma foto em que aparece em cima de um pequeno palco com a banda original, mas deletou a publicação. Na legenda, ela tinha escrito: “Quem está enferrujado?”. Nas hashtags, ela deu a entender que o grupo estava ensaiando em Los Angeles.

“Nós estamos tão enferrujados. Estamos apenas descobrindo o caminho através das músicas que gostamos e vendo no que dá. É bom estarmos juntos”, escreveu, respondendo a um fã nos comentários. Quando outro seguidor perguntou sobre quando Hole sairia em turnê, no entanto, Love respondeu apenas com corações.

 

Fonte: Uol

Kiss: conheça a história por trás da famosa introdução dos shows da banda

O Kiss sempre quis um bordão para os seus shows. Começaram com “Coloquem seus dois lábios juntos e dêem calorosas boas vindas ao Kiss,” em 1974, quando lançaram o primeiro disco da banda. No entanto, J.R. Smalling, roadie do grupo, não gostava da frase, achava-a fraca. Resolveu melhorar.

Assim, para dar potência à abertura dos shows do Kiss, Smalling teve uma ideia, tirada de um comercial de carros para a televisão:

“Havia um comercial da Toyota que dizia: ‘You asked for it, you got it – Toyota’ [Você pediu, você conseguiu – Toyota]. Eu pensei que funcionaria muito bem e modifiquei para: ‘You wanted the best and you got the best. The hottest band in the land’… [Você queria o melhor e você conseguiu o melhor. A banda mais quente do pedaço]”, disse o roadie. Pouco depois, “the land” virou “the world,” ou “o mundo” em português – versão usada até hoje.

A partir dessa mudança, Smalling assumiu o microfone e anunciou a banda em mais de 500 shows, em um período de dois anos e meio. Mesmo com a responsabilidade, o roadie não tinha medo: “Eu não ficava nervoso. Eu sou a primeira voz que as pessoas escutam de uma banda que eles esperavam meses ou anos para ver. Aquilo me dava poder.”

 

Fonte: Rolling Stones

Clipe de Freddie Mercury proibido por promiscuidade é lançado em HD em novo box; assista Living On My Own

O vídeo de Freddie Mercury de “Living On My Own“, do disco Mr. Bad Guy (1985), foi relançado em HD. O material integra o box Never Boring. Anteriormente, o clipe tinha sido proibido por promiscuidade.

O videoclipe gravado no Old Mrs. Henderson’s, definido pela Ultimate Classic Rock como “uma boate de travestis em Munique”, na Alemanha, conta com imagens da festa de aniversário dos 39 anos de Freddie Mercury. A comemoração tinha 300 convidados, inclusive o guitarrista do Queen, Brian May, a ex-esposa Mary Austin e o cantor Boy George.

Para a festa, os convidados eram orientados a vestirem-se como drags em roupas nas cores preto e branco. O presidente da CBS Records, Walter Yetnikoff, cancelou o lançamento e proibiu o vídeo alegando “promiscuidade”.

Larry Junstrom, baixista do Lynyrd Skynyrd e 38 Special, morre aos 70 anos

Larry Junstrom, membro fundador do Lynyrd Skynyrd e baixista do 38 Special, morreu aos 70 anos. A notícia foi divulgada na página oficial no Facebook do 38 Special. No entanto, a causa do falecimento do músico não foi revelada.

“Ele sacudiu arenas em todo o mundo e conseguiu viver seu sonho. Era verdadeiramente único, um companheiro de viagem agradável e um grande amigo de todos, com sem bom humor sobre a vida sempre mantinha nossos espíritos elevados – um homem gentil com um grande coração para todos que cruzavam seu caminho. Nunca haverá outro como ele”, diz comunicado do grupo.

O Lynyrd Skynyrd também lamentou a morte de Larry nas redes sociais: “Descanse, LJ, você será sempre lembrado como o grande homem no grande baixo com um coração ainda maior! Nossos pensamentos e orações estão com sua família”.

Junstrom fundou o Lynyrd Skynyrd em 1964 ao lado de Ronnie Van Zant, Bob Burns, Gary Rossington e Allen Collins. Porém, deixou a banda antes da gravação do primeiro disco, “Pronounced Leh-Nerd Skin-Nerd”.

Em 1977, o baixista se juntou ao 38 Special, participando de todos os álbuns do grupo, inclusive no último trabalho “Drivetrain”, de 2004.

 

Fonte: Ligado A Música

 

 

Anthrax: após realizar sonho no Rock in Rio, banda recria foto do AC/DC em 1985

Em sua passagem pelo Rio de Janeiro para se apresentar no Rock in Rio 2019, o Anthrax publicou, em suas redes sociais, uma foto que recria a icônica imagem do AC/DC na praia do Vidigal. O clique da banda dos irmãos Young foi produzido na primeira edição do evento, em 1985.

Agora, em uma foto feita por Ignacio Galvez, o Anthrax prestou uma homenagem aos lendários australianos, que são uma de suas grandes influências. “Ontem (sexta-feira, 4) foi um dia tão importante para o Anthrax! Tocamos no Rock in Rio! O mesmo Rock in Rio que nossos heróis Iron Maiden e AC/DC – assistir a esses shows grandes foi tão incrível para nós e aqui estamos!”, diz a publicação nas redes sociais do Anthrax.

O grupo continua: “Isso mostra, de verdade, que através da persistência pelo tempo (referência ao título do álbum ‘Persistence of Time’, lançado pelo Anthrax em 1990), os sonhos podem se tornar realidade. Porém, não somos maneiros o bastante para usar esses trajes de banho”.

Por fim, foi explicado, em uma “observação especial”: “A foto abaixo é do AC/DC, em 1985, quando eles tocaram no Rock in Rio, posando no mesmo local que nós”.

Em seu show no Rock in Rio 2019, o Anthrax começou e terminou seu repertório com trechos de “Cowboys From Hell”, clássico do Pantera. Porém, o setlist em si foi marcado pelos grandes clássicos da banda, como “Caught In A Mosh”, “Madhouse” e “Indians”, além dos covers “Got The Time” e “Antisocial”.

 

Fonte: Whiplash

 

Ghost será liderado por Papa Emeritus IV no novo álbum

O Ghost tem revelado um novo líder a cada lançamento de álbum. Essa ideia continua no próximo disco da banda ao introduzir Papa Emeritus IV.

Enquanto Tobias Forge continua como vocalista por todos os discos, ele assume personagens diferentes. Em nova entrevista com a Kerrang!, o cantor disse: “Eu só sei que essa pessoa se chamará Papa Emeritus IV. Mas quem esse cara é, ainda não sabemos”.

Anteriormente, Tobias tinha afirmado que o atual vocalista, Cardinal Copia, iria continuar no próximo ciclo. O que pode significar que ele pode se tornar o novo Papa Emeritus.

Forge ainda revelou que tem colocado muito importância no quinto disco. “Eu olho para muitos quintos discos como guia para o que esse álbum tem que ser. ‘Powerslave’, do Iron Maiden, é um ótimo exemplo”.

 

Fonte: Wikimetal

Spotify revela que 30% de streams de músicas dos Beatles estão na faixa etária entre 18 e 24 anos

Os números do Spotify revelaram que as músicas dos Beatles foram transmitidas quase 1,7 bilhão de vezes durante 2019 e que 30% dos ouvintes estavam na faixa etária de 18 a 24 anos.

Os ícones britânicos foram reproduzidos por quase 10% do total de usuários mensais do Spotify durante o mesmo período, com mais de 20 milhões de pessoas ouvindo suas músicas todos os meses.

“Ao preencher a lacuna entre várias gerações, os Beatles fizeram o que muitos especialistas em música consideravam impossível”, comentou a Digital Music News. “Uma infinidade de outros grandes artistas em todos os tempos viu seu sucesso e alcance serem limitados ao seu público inicial – ou seja, o principal grupo demográfico de fãs que ouviram a música da banda durante o seu auge”.

O relatório acrescentou que a banda encontrou um “novo – e altamente lucrativo – público”. “Embora seja verdade que os usuários experientes em tecnologia do Spotify são geralmente jovens, parece provável que outros fãs dos Beatles continuem apoiando a banda através de meios digitais e físicos”, diz o relatório. “Dessa forma, todo trabalho dos Beatles será apreciado, embora de maneiras diferentes, por ouvintes antigos e novos”.

No ano passado, a Monmouth University Polling Institute publicou números que sugeriam que os Beatles eram a banda de rock mais popular de todos os tempos, com Rolling Stones, AC / DC, Led Zeppelin, Eagles, Aerosmith e Queen a uma certa distância. O reitor da universidade e estudioso dos Beatles, Ken Womack, argumentou que “a longevidade deles ressalta o quão especiais eles são. Como John Lennon disse na década de 1970, ‘nossos registros são nosso legado mais importante’. É a alta qualidade das gravações – em particular, a composição e musicalidade presente nelas – explica o poder de permanência deles”.

Ele acrescentou que, embora muitos fãs de música possam preferir outra banda ao invés dos Beatles, eles “ainda reconheceriam os Beatles num patamar acima em termos de impacto na trajetória do rock”.

 

Fonte: Ultimate Classic Rock

Guns N’ Roses: fã que divulgou material pirata é banido pra sempre dos shows

Rick Dunsford é um fã do Guns N’ Roses que, assim como todos os fãs, queria assistir a um show da banda, e para isto ele se dirigiu ao Intrust Bank Arena em Wichita na noite desta segunda, 7 de outubro, no que seria a 33ª vez que ele assistiria o grupo. Mas não foi bem o que ele esperava.

Acontece que Rick foi simplesmente barrado por seguranças, que não apenas o impediram de entrar, mas também disseram que ele nunca mais vai poder assistir a nenhum show do Guns N’ Roses por ter sido um dos que vazou material pirata do “Chinese Democracy”, que ele supostamente teria comprado de terceiros e disponibilizado online.

 

Fonte: Whiplash

title_goes_here