Geezer Butler diz que Ronnie James Dio negociou carreira solo durante o sucesso do álbum 'Mob Rules'

'Ele não precisava de nós', afirma o músico.

Geezer Butler diz que Ronnie James Dio negociou carreira solo durante o sucesso do álbum 'Mob Rules'
Imagem: Kevin Winter/Getty Images

O site BraveWords entrevistou o lendário baixista do Black Sabbath, Geezer Butler, que bateu um papo sobre o relançamento dos dois primeiros álbuns da banda após a saída de Ozzy Osbourne, Heaven and Hell (1980) e Mob Rules (1981). Ronnie James Dio entrou no Black Sabbath em 1979 e deixou o grupo no ano de 1982 para seguir carreira solo. Então, após o lançamento destes dois álbuns monumentais, a lua de mel acabou, por assim dizer.

“Uma das razões pelas quais as coisas começaram a azedar foi que Ronnie negociou um contrato solo com a Warner Brothers na época que sucesso de Mob Rules ainda estava rolando. Isso meio que azedou tudo. Depois disso, nós seguimos em frente com Ian Gillan (Deep Purple)", afirmou Butler. 

"Acho que Ronnie começou a acreditar que o Sabbath era viável novamente por causa dele. No final do ciclo do álbum Mob Rules, o Sabbath estava muito indo bem. Por isso, ele achou que era importante o suficiente para seguir carreira solo. Ele não precisava nós", explicou o Músico. 

Os dois álbuns clássicos da era Dio no Black Sabbath, Heaven and Hell e Mob Rules, ganharam novas edições remasterizadas. Lançados separadamente em CD duplo, LP duplo e em formato digital, os discos posssuem faixas bônus com músicas raras e inéditas.