Hamilton conquista 100ª vitória na F1 no emocionante GP da Rússia

Lewis Hamilton venceu o emocionante Grande Prêmio da Rússia, marcado pelo caos gerado com a chegada da chuva

Hamilton conquista 100ª vitória na F1 no emocionante GP da Rússia

Por: F1 Mania

Lewis Hamilton venceu o emocionante Grande Prêmio da Rússia, marcado pelo caos gerado com a chegada da chuva nos estágios finais da corrida. Foi a vitória número 100 do britânico, que agora reassume a liderança do mundial 2021 de Fórmula 1.

Max Verstappen foi o mais beneficiado com a chuva e, largando de último, completou a corrida na segunda posição. Carlos Sainz, que liderou o começo da corrida, completou o pódio em terceiro.

Daniel Ricciardo terminou na quarta posição à frente de Fernando Alonso.

Lando Norris perdeu a liderança para Sainz no início da corrida, mas recuperou a posição e liderou praticamente toda a corrida em Sochi. No fim, com a chegada da chuva, Norris desobedeceu a ordem da McLaren para trocar os pneus slicks por intermediários e acabou rodando algumas vezes e caindo para a sétima posição. O britânico ficou com o ponto extra pela volta mais rápida da corrida.

Kimi Raikkonen foi o oitavo, enquanto Sergio Perez, em novo, e George Russel completaram a zona de pontuação na Rússia.

Apenas 11 pilotos terminaram a corrida, já que Sebastian Vettel, Pierre Gasly, Esteban Ocon, Charles Leclerc, Antonio Giovinazzi, Yuki Tsunoda, Nikita Mazepin, Nicholas Latifi e Mick Schumacher não receberam a bandeira quadriculada.

A corrida

Na largada, Sainz aproveitou o vácuo de Norris e assumiu a liderança na curva 1. Russell fez uma boa largada e manteve a P3. Por outro lado, Hamilton foi extremamente conservador e perdeu três posições para Stroll, Alonso e Ricciardo. Stroll teve um começo impecável e assumiu a quarta posição.

Mas foi Leclerc quem ganhou mais posições na largada. Largando na última fila, o monegasco superou sete carros e era o 12º no fim da primeira volta.

Bottas, que trocou o motor com o objetivo de dificultar a corrida de Verstappen, pulou para a 14ª posição.

Na segunda volta, Hamilton passou Alonso e assumiu a sexta posição. Lá atrás, Verstappen já estava perto de Bottas o suficiente para usar o DRS.

Alguns giros depois, o holandês da Red Bull não teve problemas para superar Bottas e assumir a 14ª posição. Na volta 8, Gasly não ofereceu dificuldades para Verstappen e o piloto da Red Bull assumiu a P13.

Leclerc tentava ultrapassar Vettel na briga pela P11. Com isso, Verstappen se aproximou dos dois. Verstappen e Leclerc quase bateram, mas o monegasco errou na curva seguinte e o piloto da Red Bull ganhou a 12ª posição.

Lá na frente, Norris usava o DRS para tentar ultrapassar Sainz, que se defendia muito bem.

Na volta 13, Stroll foi o primeiro a fazer sua troca de pneus e voltou com os compostos duros. Com isso, Hamilton assumiu a quinta posição.

Norris pegou o vácuo de Sainz na reta e passou o espanhol, assumindo a liderança da corrida.

Uma volta depois, na 14, Russell foi para os boxes e retornou na P15, imediatamente atrás de Stroll. Sainz também parou e voltou à frente de Stroll em 13º.

A McLaren liderava com Norris, Ricciardo era o segundo e Hamilton o terceiro. Verstappen já era o oitavo colado.

Ricciardo parou na volta 22, mas a McLaren errou no pit-stop do australiano que perdeu quase três segundos. Com isso, Hamilton assumia a segunda posição 13 segundos atrás do líder Norris.

Na volta 27, Hamilton foi aos boxes e fez sua parada. Verstappen fez o mesmo. Hamilton voltou na P9, atrás de Stroll, enquanto Verstappen voltou na P12, mas atrás de Ricciardo (P10) e Russell (P11).

Hamilton abriu caminho e ultrapassou Stroll pela P7. Lá na frente, o líder Norris parou e voltou na quarta posição.

O sete vezes campeão mundial seguia abrindo caminho e superou Sainz e Gasly, na sequência, assumindo a quinta posição da corrida. Verstappen seguia atrás de Ricciardo, já que a McLaren estava muito rápida nas retas.

Ricciardo ultrapassou Stroll na volta 31 e assumiu a oitava posição. Um giro depois, Verstappen também superou o canadense da Aston Martin.

Na volta 34, Gasly fez sua parada obrigatória e voltou na 16ª posição.  Duas voltas depois, Leclerc, que era o quarto colocado, fez sua parada e voltou em 13º. Na volta 36, Perez e Alonso fizeram suas paradas deixando a liderança novamente com Norris. A Red Bull fez uma troca péssima e demorou oito segundos para liberar Perez para a pista.

Na volta 38, Alonso passou Verstappen e assumiu a sexta posição.

Algumas voltas depois, Perez passou Ricciardo e assumiu a quarta posição que era do piloto da McLaren.

Lá na frente, a diferença entre o líder Norris e Hamilton era de pouco mais de um segundo.

Na volta 46 das 53 previstas, a chuva chegou no circuito de Sochi.

Norris escapou da pista e quase perdeu a posição para Hamilton. Perez ultrapassou Sainz e assumiu a terceira posição. Vettel e Stroll se tocaram, mas sem prejuízo para os dois.

A chuva apertou e todo mundo foi para os boxes, menos Norris.

Faltando três voltas para o fim, Norris rodou e Hamilton assumiu a liderança. Verstappen pulou para a P2 e Sainz era o terceiro colocado.

Norris acabou errando em sua entrada no pit, perdeu muito tempo e terminou apenas em oitavo – com a melhor volta da corrida.

Confira o resultado do GP da Rússia de F1:

1) Lewis Hamilton (Mercedes)
2) Max Verstappen (Red Bull/Honda)
3) Carlos Sainz Jr. (Ferrari)
4) Daniel Ricciardo (McLaren/Mercedes)
5) Valtteri Bottas (Mercedes)
6) Fernando Alonso (Alpine/Renault)
7) Lando Norris (McLaren/Mercedes)
8) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari)
9) Sergio Pérez (Red Bull/Honda)
10) George Russell (Williams/Mercedes)
11) Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes)
12) Sebastian Vettel (Aston Martin/Mercedes)
13) Pierre Gasly (AlphaTauri/Honda)
14) Esteban Ocon (Alpine/Renault)
15) Charles Leclerc (Ferrari)
16) A.Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari)
17) Yuki Tsunoda (AlphaTauri/Honda)
18) Nikita Mazepin (Haas/Ferrari)
DNF) Nicholas Latifi (Williams/Mercedes)
DNF) Mick Schumacher (Haas/Ferrari)
Hamilton conquista 100ª vitória na F1 no emocionante GP da Rússia (f1mania.net)