Max Cavalera rebate Marc Rizzo sobre saída do Soulfly

Após saída nada amigável do guitarrista Max diz: Ele teve um colapso mental

Max Cavalera rebate Marc Rizzo sobre saída do Soulfly

O Soulfly demitiu recentemente o guitarrista de longa data Marc Rizzo por "razões pessoais" e recrutou o guitarrista da Fear Factory Dino Cazares para sua formação ao vivo. Rizzo desde então acusa o Soulfly de não apoiá-lo durante a pandemia.

O vocalista e guitarrista do Soulfly Max Cavalera declarou em uma entrevista ao Metal Kaoz que ele realmente não sabe o que está acontecendo com Rizzo, e que é uma droga que os dois não possam permanecer amigos depois da separação.

"Eu não sei. Ele teve um colapso mental. Eu não sei, cara. Isto é uma loucura. E eu realmente não entendo todas essas acusações também; é tão fora do personagem para ele. Eu não sei" -  explica Max.

"Quando você está em uma banda, do jeito que eu estou, às vezes você faz uma turnê por três meses, e às vezes você volta de turnê e é bom ceder espaço para os [outros] músicos. Eu tinha isso com meu irmão; às vezes eu fico seis meses sem falar com Igor, e então vamos em turnê novamente. E é o mesmo com Mike, e é o mesmo com alguns da tripulação, e é o mesmo com Marc."

"Todas essas acusações - dói. Dói ouvir. Depois de tudo o que fizemos por ele, o que foi muito - colocamos ele em todos os discos e sempre cuidamos muito bem dele, sempre realmente, realmente dei um bom tratamento para ele. Ouvi-lo nos trair assim, não é legal. Ele obviamente está tentando fazer com que os fãs fiquem contra mim e façam dele a vítima".

"Eu não tenho coisas ruins a dizer sobre Marc. Ele foi legal enquanto esteve no Soulfly, e fizemos grandes discos. Mas acho que talvez tenha apenas corrido o seu curso. Eu notei que era um pouco obsoleto, mas eu não tinha nada a ver com isso. A situação era um pouco obsoleta. O último show que fizemos foi no México, e eu pude dizer que algo parecia um pouco diferente. Mas eu estava me preparando para a turnê, me preparando para voltar em turnê. E então começamos a ouvir todas essas acusações malucas dele. Ele até disse em uma das entrevistas que teve um colapso mental há um mês ou algo assim".

"Eu não sei, cara. É uma droga. Não devemos fazer isso um com o outro, com músicos com quem tocamos. Muitos ex-Soulfly são meus amigos - Roy, Johny Chow, Mikey, Logan. É legal. Você teve seu tempo no Soulfly, e nós mantemos a amizade. Ele parece muito amargo com tudo. É uma droga ouvir tudo isso. Definitivamente me machuca quando ouço todas essas acusações que eu sei que são mentiras e besteiras; é tudo fabricado por sua mente louca. Eu não sei. É uma situação estranha".

Cavalera mais tarde afirmou que não quer falar mal de Rizzo.

"Eu não quero transformar isso em uma coisa feia. Não quero falar mal dele. Eu realmente não sei. Claro que não gosto dessas acusações, e é besteira, mas ele tem o direito de dizer o que quiser. Mas acho que o tratamos muito bem durante todos esses anos. Nós o colocamos no mapa. Quando ele entrou para a banda, poucas pessoas o conheciam. Só um pouco de gratidão teria sido bom. Porque mesmo em 'Max Trax', quando mencionei que o demiti, agradeci pelos 18 anos de Soulfly, e disse boa sorte em seus projetos. Não estou amargurado. Não quero ser um cara amargo".

"É um negócio difícil, cara. É difícil", disse ele. "Essas coisas acontecem, e você tem que ter a casca grossa. Há muitos fãs que concordam com ele e outros discordam. O que quer que seja. É o que é. Tentei tirar o melhor da situação. É por isso que eu tenho Dino, um amigo, um grande mestre de riffs, um grande triturador. E estou ansioso pelos projetos futuros."

Atualmente, o Soulfly excursiona pelos EUA.