Morrissey diz que não tem dinheiro para processar a produção dos Simpsons

O cantor reprovou o recente episódio onde ele a banda The Smiths foram retratados.

Morrissey diz que não tem dinheiro para processar a produção dos Simpsons

Morrissey reprovou o recente episódio dos Simpsons onde ele a banda The Smiths foram retratados.

O episódio, intitulado Panic On The Streets of Springfield, foi ao ar no dia 19 de abril. Nele, Lisa Simpson recebe um novo amigo imaginário chamado Quilloughby, um cantor britânico deprimido dos anos 80. O personagem foi dublado pelo ator Benedict Cumberbatch.

Lisa se encantou por Quilloughby, líder da banda The Snuffs, e se apaixonou por sua “música sardônica” e a sua "militância vegana”. Tempos depois, ela decide ir a um show de reunião de Snuffs e descobre que Quilloughby tornou-se um carnívoro racista e desleixado. 

 

 

Morrissey ficou revoltado com o episódio e publicou uma nota no Morrissey Central, site que o cantor utiliza para compartilhar seus textos pessoais desde 2018. Em um post intitulado "Olá, inferno", Morrissey escreveu: "O ódio direcionado a mim pelos criadores de Os Simpsons é obviamente um processo judicial provocador, mas é também um processo que precisa de mais financiamento do que eu poderia reunir para ter uma chance".

"Eu também não tenho uma equipe determinada de advogados pronta para agir. Eu acho que isso é compreendido de forma geral e é o motivo pelo qual eu sou atacado de forma tão descuidada e barulhenta", disse o vocalista dos Smiths.  

Morrissey acrescentou: "Você é especialmente odiado se a sua música afeta as pessoas de uma forma poderosa e bela, já que a música não é mais algo requisitado. Na verdade, a pior coisa que você pode fazer em 2021 é oferecer um pouco de força para as vidas de outras pessoas. Não há lugar na música moderna para alguém com emoções fortes. Limitações foram colocadas em cima da arte e nenhuma gravadora irá contratar um artista que possa responder à altura". 

O cantor refletiu sobre suas próprias experiências com a mídia, dizendo “conviveu com acusações horríveis” desde sua “primeira entrevista há várias décadas” e está “bastante acostumado com isso”. “Já tive horror suficiente lançado contra mim que mataria um rebanho de bisões”, disse Morrissey. 

Nos últimos anos, Morrissey se envolveu em várias polêmicas por delarações e atitudes controversas, como quando expulsou um fã de esquerda de um show. Em 2019, o cantor foi condenado por usar um símbolo do partido político de extrema direita For Britain no programa de Jimmy Fallon. 

Em uma entrevista à revista Variety publicada antes do episódio ir ao ar, Tim Long, roteirsta dos Simpsons, disse que Quilloughby não foi baseado apenas em Morrissey e afirmou que o personagem possui uma "pequena pitada de Robert Smith do The Cure, Ian Curtis do Joy Division e de várias outras pessoas".

Os representantes dos Simpsons não responderam às declarações de Morrissey.