Skip to Content

Blog Archives

Novo som do The Pretty Reckless, “And So It Went”, tem participação de Tom Morello

The Pretty Reckless lançou outro single de seu quarto álbum Death By Rock and Roll, intitulada “And So It Went”, a faixa apresenta um solo da lenda da guitarra Tom Morello.

As outras músicas que a banda lançou anteriormente do álbum – “Death By Rock and Roll”, ” Broomsticks e 25 – variam bastante umas das outras sonoramente, mas “And So It Went” se encaixa perfeitamente com a faixa autointitulada. 

Além de MorelloKim Thayil e Matt Cameron do Soundgarden, também aparecem no álbum, especificamente em ‘Only Love Can Save Me Now’, que Momsen descreveu como uma canção de ‘cinco minutos épica’.

 

Ouça abaixo “And So It Went”, novo som do The Pretty Reckless:

 

REDAÇÃO LED FM

 

Tom Morello: Novo EP com participação de Slash e um tributo a Eddie Van Halen

O guitarrista do Rage Against The Machine, Tom Morello, acaba de lançar um novo EP solo, “Comandante” . O álbum de cinco faixas inclui uma aparição do guitarrista do Guns n’ Roses, Slash na canção ‘Interstate 80’ , enquanto que um outro corte, Secretariat , é uma homenagem ao falecido Eddie Van Halen.

“Comandante” track listing:

01. Voodoo Child
02. Interstate 80 (feat. Slash)
03. Secretariat (for Eddie Van Halen)
04. Suburban Guerrilla
05. Cato Stedman & Neptune Frost

“Comandante” é o primeiro lançamento solo de Morello após a chegada do single “You Belong To Me” em julho de 2020 .

O mais recente LP solo de Tom“The Atlas Underground”, foi lançado em 2018.

A Genesis lançou recentemente o livro de memórias fotográficas de Morello , “Whatever It Takes” .

Como cofundador e guitarrista de Rage Against The Machine, Audioslave e Prophets of Rage, e como artista solo e colaborador de artistas tão diversos como Bruce Springsteen e Wu-Tang Clan, poucos músicos foram tão inovadores quanto Morello . Em “Whatever It Takes” , ele conta sua história através de comentários originais, notas manuscritas, listas de jogos e uma riqueza de fotografias, para tornar este livro de memórias fotográficas, e repleto de um conteúdo fascinante, honesto e completamente único.

“Eu sou abençoado e amaldiçoado para ser um guitarrista”, disse Morello . “Eu não escolhi isso, ele me escolheu. O desafio era encontrar uma maneira de incorporar minhas convicções à minha música de uma forma significativa.”

 

 

REDAÇÃO LED FM

title_goes_here