Tony Martin: Vocalista lançará novo álbum

O ex-BLACK SABBATH chega com o álbum solo Thorns, já com a data oficial de lançamento

Tony Martin: Vocalista lançará novo álbum

O ex-vocalista do BLACK SABBATH Tony Martin lançará seu tão esperado novo álbum solo, Thorns em 14 de janeiro de 2022, via Battlegod Productions e Dark Star Records. A Battlegod  Productions lidará com a distribuição na Austrália, Ásia, Europa e Japão, enquanto a Dark Star lidará com a distribuição em toda a América do Norte e do Sul, incluindo mídias físicas e todo o streaming.

Entre os músicos convidados que aparecerão no LP estão Scott McClellan (que ajudou a escrever o álbum), Danny "Danté" Needham (VENOM), Magnus Rosén (HAMMERFALL), Greg Smith (ALICE COOPER, RAINBOW, BLUE ÖYSTER CULT) e o filho mais novo de Martin, Joe.

Lista de faixas Thorns:

01. As The World Burns
02. Black Widow Angel
03. Book Of Shadows
04. Crying Wolf
05. Damned By You
06. No Shame At All
07. No Where To Fly
08. Passion Killer
09. Run Like The Devil
10. This Is Your Damnation
11. Thorns

Tony disse em um comunicado: "Este novo álbum é provavelmente o mais 'Tony Martin' que um álbum de Tony Martin já soou!! Tem várias surpresas que levantarão as sobrancelhas das pessoas, tenho certeza. Em grande parte, mas não inteiramente baseado nos riffs de Scott McClellan, novo na cena mundial, ele provou ser um parceiro digno no crime para esta empreitada... Eu fui capaz de fazer algumas grandes músicas com os riffs que ele trouxe, o que é muito semelhante no sentido de escrita ao que eu experimentei com Tony Iommi. Som e estilo diferentes, mas o talento de riffing que alguém como Scott tem é muito legal. É diverso, melódico, poderoso, instigante e de um padrão alto como sempre trabalhei. Acredito que ainda há histórias para contar, músicas ainda a serem cantadas, e com este álbum, sinto que consegui tudo o que eu poderia ter desejado".

"Grato às pessoas que deram seus talentos extras em aparições nesta gravação. Tem sido um desafio no bloqueio do COVID, conseguir as performances de todos de todo o mundo, mas de alguma forma, foi uma oportunidade perfeita para fazê-lo."

O último álbum solo de Martin, Scream, foi lançado em novembro de 2005 via MTM Music.

O BLACK SABBATH lançou seis álbuns com Martin nos vocais: The Eternal Idol (1987), Headless Cross (1989), Tyr (1990), Cross Purposes (1994), Cross Purposes Live (1995) e Forbidden (1995). Martin e seus colegas de banda da era Forbidden foram excluidos quando o guitarrista Tony Iommi se reuniu com os colegas originais do SABBATH.

Em uma entrevista de 2012 com Über Röck, Martin disse que ficou "surpreso" ao ver Iommi criticando-o no livro "Homem de Ferro: Minha Jornada Através do Céu e do Inferno com o Black Sabbath" (referindo-se ao período Martin, especialmente a fase de turnê após o lançamento de Cross Purposes em 1994; Iommi classificou seu ex-cantor como "não profissional" e também "sem nenhuma presença de palco"). Martin disse: "Eles nunca me disseram nada. Certamente, se você tem um problema, a primeira pessoa a quem você deve dizer algo é a pessoa que está na banda com você... Parece uma coisa muito estúpida de se dizer, já que eles não disseram nada na minha cara - e, se fosse esse o caso, então eles foram estúpidos por não dizerem nada, porque, você sabe, poderíamos ter consertado. Eu disse a eles, sem parar, que se houvesse algo que eles quisessem mudar, fazer de forma diferente, era só falar para nós consertarmos, mas claramente, eles não tinham coragem de falar e, obviamente, escrever sobre isso em um livro depois parece um pouco demais para mim. Não estou amargurado com isso, mas é surpreendente... Parece um pouco estúpido dizer isso depois do evento".

Cinco anos atrás, Iommi disse ao I Heart Guitar que "é uma pena" que "foi preciso muito para as pessoas aceitarem" Martin como vocalista do SABBATH. "Demorou todos esses anos para as pessoas dizerem: 'Oh caramba, essa foi uma boa banda com bons vocais.' Então, levou muito tempo para que as pessoas realmente percebessem o quão bom ele era."

Em 2018, Iommi passou um tempo no estúdio remixando Forbidden para um futuro lançamento. O LP, que tem Martin, o baterista Cozy Powell e o baixista Neil Murray, é frequentemente considerado como a pior gravação de estúdio do SABBATH.